Alongamento antes ou depois do exercício?

A discussão entre profissionais do ramo é grande. Alguns defendem que alongar antes da musculação faz com que o rendimento ao malhar caia. Já outros garantem que o alongamento antes aumenta a flexibilidade, reduz as tensões musculares e previne lesões.

Alguns estudos afirmaram que o alongamento antes do exercício prejudica o desempenho das atividades seguintes. Mas é preciso interpretar esses estudos afinal, eles foram baseados em grupos musculares tentando a performance máxima no alongamento para depois partir para a musculação.

O alongamento é uma atividade física e para deixar a musculatura devidamente aquecida, é importante alongar por pelo menos 20 segundos cada grupo de músculos. Como qualquer outra atividade física, é importante obter uma avaliação médica e fisioterapêutica para sua prática. Isso vai indicar as medidas angulares da articulação, verificar se há algum tipo de encurtamento e descobrir o limite do corpo para essa atividade. A avaliação é importante também para verificar se há alguma desproporção no aluno. Assim, o professor consegue montar o treino mais apropriado, alongando a musculatura até que fique normal.

Alongamento sem dor

É normal sentir um desconforto durante o alongamento. Mas esse incômodo passa conforme o músculo vai cedendo. No entanto, não é normal sentir dores depois de se alongar. Isso pode ser um sinal de que a pessoa excedeu o limite dos músculos.

Há quem diga que o alongamento só vale se você sentir dor. Isso não é verdade. O exercício deve ser prazeroso e é preciso trabalhar lentamente a musculatura.

Cuidados com o alongamento antes dos exercícios

Aquecimento

Para aqueles que não gostam de se alongar antes da malhação, podem optar pelo aquecimento. Na realidade é ele que previne lesões e deixa a musculatura e articulações aptas para o exercício. Muitos usam o alongamento como aquecimento para o treino, mas há outras maneiras.

Para os corredores, por exemplo, um bom aquecimento é um trote de 10 minutos antes de iniciar a corrida. Já quem faz musculação pode aquecer no próprio aparelho. Basta colocar uma carga menor e fazer uma série de 20 repetições. Assim o músculo a ser trabalhado ficará aquecido, aumentando sua amplitude articular.

O “desaquecimento” também é muito importante. Se está correndo e já vai finalizar a atividade, vá desacelerando nos metros finais até parar. O organismo estava suportando uma carga e se ela diminui abruptamente isso pode machucar.

Alongamento pode reduzir o desempenho

Se for muito intenso, o alongamento antes dos exercícios pode reduzir o desempenho. Portanto, se está acostumado a se alongar antes do exercício, faça de forma leve e sem exigir muito da musculatura.

E quanto ao alongamento após o exercício? Muitos o defendem como forma de evitar dores musculares tardias. Mas boa parte das pesquisas para verificar esse efeito mostrou que não há diferenças em alongar ou não antes ou depois do exercício. Mas se ainda assim você se alonga após os exercícios, os movimentos também devem ser leves.

Alongar não reduz rendimento de quem pratica musculação, afirmam especialistas

Alongar-se é importante

Mas ao contrário do que parece, o alongamento não deve ser evitado. Pelo contrário. É quando alongamos os músculos que ganhamos flexibilidade para manter o corpo em harmonia, evitando inclusive algum tipo de encurtamento muscular.

Como a orientação é para que os alongamentos antes e depois da atividade física sejam leves, você deve reservar outro período do dia para alongar-se visando ganhar flexibilidade.

Como fazer?

Quando for se alongar, segure a posição por 30 segundos e descanse pelo menos 1 minuto antes de voltara alongar o mesmo grupo muscular. Faça os alongamentos em horários separados das atividades físicas pelo menos 3 vezes por semana, fazendo séries de 10 repetições por grupos musculares.

Teste: por que você não emagrece?

[Total: 1    Média: 5/5]