Saúde: O que é o pré-natal de alto risco?

0

Saiba mais sobre o pré-natal de alto risco.

A gestação é um fenômeno fisiológico da vida da mulher que requer mudanças saudáveis do ponto de vista físico, social e emocional. Devido a essas questões, o acompanhamento do ginecologista é importante para que tudo esteja seguindo corretamente.

Entretanto, essas alterações têm limites, e uma vez ultrapassá-las, pode-se gerar risco tanto para a mãe quanto para o bebê. Esses casos são conhecidos como “gestação de alto risco” ou também como “pré-natal de alto risco“.

Esse tipo de gravidez ocorre devido a diversos elementos, entre eles fatores característicos como idade, altura, peso, doenças crônicas e fatores genéticos. Esses diagnósticos ocorrem de 15 a 20% das mulheres, no entanto, cada caso é analisado separadamente e apenas com um acompanhamento médico é possível identificar as causas de cada gestação.

Durante a fase gestacional é comum o surgimento de sintomas que provocam desconfortos como, náuseas, enjôo, dores nas costas etc. Contudo esses sintomas são gerados devido à alteração do corpo da mulher, não havendo problemas na saúde da mãe e do bebê. Já na gravidez de risco, os sintomas são mais agressivos, tais como sangramento, dores ao urinar, contrações uterinas antes do tempo, entre outros. Neste caso ter um acompanhamento médico em uma clínica de ginecologia juntamente com um obstetra, poderá auxiliar a mãe a ter um apoio nutricional adequado bem como, a realizar exames periodicamente, garantindo assim a sua saúde e a do bebê.

Quais os cuidados do pré-natal de alto risco?

No procedimento do pré-natal de risco, os cuidados devem ser redobrados precisando muitas vezes de um apoio de diversos profissionais da área de saúde. Os cuidados envolvem:

Nutrição: a alimentação deve ser saudável, inserindo na dieta frutas, vegetais, cereais, peixe, carne branca e cereais integrais. Evite ao máximo, frituras, doces, café e alimentos com adoçantes artificiais.

Consultas médicas: para gestação de alto risco a rotina ao médico é mais frequentes e maior volume de exames que as outras gestantes. Portanto é de suma importância não faltar nas consultas e seguir todas as recomendações.

Peso: controlar o peso ajuda a não aumentar o risco de complicações na mãe. Com isso é importante que a gestante de alto risco não engorde mais do que o recomendado pelo obstetra.

Repouso: é de extrema importância a grávida cumprir com o repouso estabelecido pelo obstetra, evitando assim, o aumento da gravidade do problema ou o aparecimento de futuras complicações.

A saúde bucal também é ressaltada pelo Ministério da Saúde, pois ela tem sido associada a diversas condições patológicas perinatais, incluindo parto prematuro.

A gestação é um período que requer muitos cuidados diante de todas essas fraquezas, especialmente no pré-natal de alto risco. Assim, obter esse acompanhamento e tomar os devidos cuidados pré-inscritos pelo obstetra contribuirá com a saúde do bebê e da mamãe.

Incrível! Ela PERDEU 16 kg com apenas 5 minutos de exercícios por dia (em casa)! Clique aqui e conheça esse método estranho que EMAGRECE E MODELA O CORPO mais rápido que a academia!
Com apenas 5 minutos de exercícios por dia, ela perdeu 16 kg. Clique aqui e veja como
Saúde: O que é o pré-natal de alto risco?
Dê sua nota
Compartilhe:

Deixe um comentário